La Bicyclette: um bom motivo para ir ao Jardim Botânico

   

   Já tinha um tempo que estava ensaiando uma ida ao Jardim Botânico, não o bairro, mas o parque.  A última vez que fui ainda era criança. Estive lá com meus pais naqueles passeios de famílias ao fim de semana.
   Eu adoro o bairro em torno do Jardim Botânico, batizado pelo mesmo nome. Dos bairros do Rio acho que esse tem um ar mais saudável, um clima mais família e sem aquela agitação dos bairros vizinhos da Zona Sul. Há uns anos atrás quando passei por lá com meu pai, ainda adolescente, por uma rua tranquila com prédios baixos lembro que disse a ele que se um dia eu tivesse uma família e filhos, seria ali que gostaria de morar. 
   Os anos passaram, sem filhos e sem ter a minha própria família o sonho do Jardim Botânico deu uma parada no tempo, mas que vez ou outra volta e foi assim que aconteceu quando fomos a filial do La Bicyclette dentro do Botânico.




     Em frente ao Espaço Tom Jobim, a padaria tem todo um clima de café europeu com as mesas do lado de fora. Ao entrar há o balcão tradicional com os mais variados pães a mostra e ao fundo podem-se ver os fornos da produção.





   Uma pequena venda que vai de espumante e vinho a geleias também faz parte do espaço.


   Para o café da manhã há várias opções, pedi o completo para dividir por duas pessoas e que serviu muito bem.
   Os pães já chegam frios a mesa, mas em cada mesa há uma torradeira para o cliente esquentar se assim preferir. 



   Fui em um sábado de manhã, por volta das 11h. Não sei se é sempre assim, mas estava cheio e para quem não gosta de muito barulho e agitação de manhã não aconselho, pois há muito falatório.
   Mas tirando este pequeno desconforto, gostei muito do serviço e do café. Não é o meu favorito, ainda prefiro o DRI Café no Parque Lage ou a Casa da Tatá na Gávea, mas sair de um café e dar uma volta no Jardim Botânico compensa.


La Bicyclette - Rua Jardim Botânico 1008

Nenhum comentário

Voltar ao topo